Exibindo um único resultado

Poeta, contista e crítico literário, Flávio Viegas Amoreira é das mais inventivas vozes da Nova Literatura Brasileira surgida na virada do século: a ‘’Geração 00’’. Utiliza forte experimentação formal e inovação de conteúdos, alternando gêneros diversos em sintaxe fragmentada.
O escritor vem sendo estudado como uma das vozes da pós-modernidade literária brasileira em universidades norte-americanas e européias.

É autor dos livros: Maralto (2002), A Biblioteca Submergida (2003), Contogramas (2004) e
Escorbuto, Cantos da Costa (2005).

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.